Jornal de Goiânia – Início de setembro não trouxe o ânimo esperado para o mercado da carne suína

Analista Argemiro Brum fala do cenário dos principais produtos agrícolas no quadro Mercado e Cotações

No Mercado e Cotações desta terça-feira (10) o professor Argemiro Brum, da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), falou ao Brasil Rural sobre o cenário dos principais produtos agrícolas nesta semana.

Com relação ao mercado do arroz, após se recuperar em agosto e diante da nova safra que se inicia no mês de setembro, os preços tendem a ser menores. A média no Rio Grande do Sul ficou em R$ 45,00, o saco de 50 kg, e em R$ 48,00, o saco de 60 kg, no Oeste da Bahia .

O mercado do feijão começou a semana calmo e abastecido. Porém, os consumidores estão retornando as compras do produto. Nas direfentes praças brasileiras o feijão carioca virou a semana valendo entre R$ 130 e R$ 160,00  e o feijão preto R$ 150,00 e R$ 160,00 por saco.

Segundo Argemiro, o mercado do boi gordo apresenta preços mais firmes neste início de setembro. Em São Paulo, a arroba ficou em R$ 156,00 e em Dourados (MT), em R$ 146,00.

Quanto ao suíno, o início do mês se apresentou fraco.

“Muitos analistas apontam que o início de setembro não trouxe o ânimo que o mercado esperava , refletindo descompasso entre a oferta e a demanda”, afirmou.

Quanto às exportações, agosto terminou com redução no volume embarcado, que ajudou a segurar os preços. O volume de carne in natura caiu 26,3% em relação a julho. Os preços médios ficaram em R$ 4,18 o quilo vivo, em Santa Catarina, e R$ 4,50, em Minas Gerais.

Mostre mais

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo