DestaqueGoiâniaGoiásManchetesNotícias

Jornal JA7 – Semad vai recuperar áreas degradadas em unidades de conservação

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Rede de Sementes do Cerrado (RSC), instituição executora do projeto Águas Cerratenses, assinaram um termo de cooperação técnica para a recomposição da vegetação nativa em áreas degradadas de unidades de conservação em Goiás.

O acordo valerá por 36 meses e poderá ser prorrogado por igual período. A Semad vai ajudar a mapear as áreas que precisam ser recuperadas e, a partir do mapeamento, a RSC definirá o cronograma de trabalho.

No decorrer do período de vigência do acordo, as duas partes investirão no intercâmbio de experiências, informações e tecnologias para que o esforço de recomposição da vegetação nativa alcance a maior número de hectares possível.

O projeto Águas Cerratenses é financiado pelo fundo socioambiental da Caixa Econômica Federal e tem a meta de restaurar, por meio de um método de plantio denominado semeadura direta, cerca de 600 hectares de Cerrado até 2024.

ÁGUAS CERRATENSES

“Nós entendemos a importância que é trabalhar em parceria. Por meio da cooperação técnica, espera-se fortalecer a cadeia de produção de sementes nativas e expandir a restauração ambiental em áreas degradadas, contribuindo para a conservação do bioma Cerrado”, afirma a coordenadora do Águas Cerratenses, Alba Cordeiro.

O Projeto “Águas Cerratenses: Semear para Brotar” tem como foco o fortalecimento da cadeia de produção de sementes nativas de base comunitária para geração de renda familiar, bem como a sensibilização e envolvimento dos donos de propriedades rurais.

 

 

Fonte: Governo do Estado de Goiás.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo