DestaqueEconomiaGoiâniaGoiásGoverno de GoiásImprensaManchetesNotíciasPolíticaSaúde

Goiânia mantém preço da passagem de ônibus estável desde 2019

Goiânia se destaca como a única capital brasileira a manter a tarifa de ônibus do transporte público sem alterações desde 2019, beneficiando diretamente as populações de Goiânia e cidades vizinhas como Aparecida de Goiânia, Goianira, Senador Canedo e Trindade. Esta estabilidade tarifária foi possível graças ao subsídio fornecido pelo Governo de Goiás em colaboração com as administrações municipais da capital e da Região Metropolitana, atendendo mensalmente cerca de 254 mil usuários e somando 12 milhões de viagens.

Iniciado em 2020, o subsídio foi uma medida emergencial do Governo de Goiás para auxiliar a população durante a crise da Covid-19, evoluindo para um sistema estruturado com a Lei Complementar 169 de dezembro de 2021. Até o momento, o investimento total no subsídio alcançou aproximadamente R$ 300 milhões, com R$ 138 milhões desembolsados apenas em 2023, representando um repasse mensal de R$ 12,4 milhões.

A tarifa para os usuários permanece em R$ 4,30, uma economia significativa frente ao valor de R$ 9,38 que seria aplicado sem o subsídio. Com a atualização tarifária de janeiro, o custo por viagem subsidiado é agora de R$ 5,0832, representando mais de metade do custo total.

Adriano da Rocha Lima, secretário-geral de Governo, destaca a importância do subsídio no acesso à mobilidade urbana para a população mais carente, enfatizando o compromisso do governo com a oferta de um transporte público de qualidade como um direito básico.

O financiamento do subsídio é compartilhado, com o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia contribuindo igualmente com 41,2% cada, enquanto Aparecida de Goiânia e Senador Canedo participam com 9,4% e 8,2%, respectivamente.

Além disso, o sistema de bilhetagem atualizado em 2023 introduziu benefícios sociais significativos, como o Bilhete Único Metropolitano, que permite integrações gratuitas e o Passe-Livre do Trabalhador, que oferece descontos para empregadores. A meia-tarifa beneficia moradores de cidades específicas, enquanto o Cartão Família promove a inclusão aos finais de semana e feriados.

Com um plano de investimento de R$1,6 bilhão, o projeto “Nova RMTC” do Governo de Goiás visa uma reestruturação completa do transporte coletivo na Região Metropolitana de Goiânia, incluindo a renovação da frota de ônibus e melhorias em terminais e segurança, mantendo a tarifa de R$ 4,30 inalterada.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo