BrasilDestaqueManchetesSaúde

Queimaduras nas festas de São João: números alarmantes

Nas festas de São João, que se prolongam pelo mês de julho, é fundamental tomar cuidados extras. Fogos de artifício e fogueiras são fontes comuns de acidentes. As mãos são as partes mais afetadas, segundo Antonio Carlos da Costa, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM).

Dados do Ministério da Saúde, analisados pela SBCM, mostram que queimaduras de segundo grau são as mais frequentes, afetando mãos e punhos, além de braços, tronco, rosto e olhos. Esses acidentes podem ser fatais ou causar lesões graves e permanentes, com homens de 15 a 50 anos sendo os mais atingidos. “Explosões de fogos causam queimaduras graves, amputações e deformidades dos membros superiores e da face”, diz Costa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relata que 180 mil pessoas morrem anualmente por queimaduras, que são a quinta causa de lesões não fatais na infância. Queimaduras podem levar a morbidade, hospitalização prolongada, desfiguração, cicatrizes e incapacidade. No primeiro trimestre de 2024, o Sistema Único de Saúde (SUS) registrou 4.809 internações por queimaduras, uma média de 52 por dia. Em 2023, foram 19.522 internações, e nos primeiros três meses de 2024, 34.567 atendimentos ambulatoriais.

O especialista alerta que entre junho e julho, durante as festas de São João, os fogos de artifício são os maiores perigos para as mãos. Explosões podem causar queimaduras graves e amputações. “Ao acender fogueiras com materiais inflamáveis, como papel, madeira seca ou álcool, podem ocorrer estalos e estilhaços que atingem as mãos, causando queimaduras”, explica Costa. Em caso de queimaduras leves, lave a área com água corrente por dez minutos e aplique compressa fria. Queimaduras graves exigem atendimento médico imediato.

Tipos de queimaduras Queimaduras são classificadas pela profundidade das lesões na pele.

Primeiro grau: lesões atingem apenas a camada epidérmica. Segundo grau: afeta a epiderme e a camada superficial ou profunda da derme. Terceiro grau: compromete pele, tecidos subcutâneos, músculos, tendões e ossos.

Recomendações importantes A Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão oferece dicas para prevenir e tratar queimaduras:

  • Siga as instruções de segurança ao usar fogos de artifício. Mantenha distância segura e nunca aponte fogos na direção de pessoas, animais ou objetos inflamáveis.
  • Mantenha distância segura das fogueiras para evitar queimaduras pelo calor. Nunca deixe crianças desacompanhadas perto das fogueiras e evite brincar próximo a elas.
  • Supervisione constantemente as crianças durante as festividades para evitar que se envolvam em atividades perigosas.
  • Em caso de acidente, não remova tecidos grudados na pele queimada ou corpos estranhos da área afetada.
  • Não aplique manteiga, pó de café, creme dental ou qualquer substância sobre a queimadura; apenas um profissional de saúde deve tratar a área afetada.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo