AgriculturaAgronegócioAparecida de GoiâniaDestaqueEconomiaGoiâniaGoiásGoverno de GoiásImprensaManchetesNotíciasPolíticaSaúde

HGG se destaca como o único Hospital Público em Goiás a realizar Angioplastia Pulmonar por balão

O Hospital Estadual Dr. Alberto Rassi – HGG, agora se destaca como o único hospital público em Goiás a realizar a angioplastia pulmonar por balão. Este procedimento inovador, conduzido através de cateterismo cardíaco, é crucial para pacientes sofrendo de hipertensão pulmonar tromboembólica crônica, uma condição séria causada por coágulos de sangue que obstruem os vasos sanguíneos nos pulmões, levando a dificuldades respiratórias. O HGG junta-se a um seleto grupo de hospitais de referência nacional que oferecem este tratamento, anteriormente disponível apenas em estados como Minas Gerais, Bahia e São Paulo através do SUS.

A equipe do Serviço de Hemodinâmica Intervencionista do HGG foi qualificada após um treinamento intensivo em Hipertensão Pulmonar Tromboembólica Crônica (HPTEC), liderado pelo renomado cardiologista intervencionista Fábio Solano, da UFBA. O curso incluiu aulas teóricas, apresentações conceituais e demonstrações práticas, beneficiando médicos e residentes.

Dr. Fábio Solano destacou a importância do procedimento como uma alternativa de tratamento que oferece não só um alívio clínico, mas também uma melhoria significativa na qualidade de vida dos pacientes, que antes dependiam exclusivamente de medicamentos. Durante a fase de treinamento, foram realizadas duas cirurgias demonstrativas de angioplastia pulmonar por balão, observadas por médicos do Hospital das Clínicas da UFG, reforçando a colaboração entre as instituições na gestão de pacientes com hipertensão pulmonar.

Um dos beneficiados pelo procedimento foi Mauro Sobral, de 63 anos, que, após enfrentar dificuldades para tratar sua condição em São Paulo devido à falta de suporte local, agora nutre esperanças de retomar sua vida normal. Mauro, natural de Mineiros no Sudeste Goiano, expressou seu anseio por superar as limitações impostas por sua condição pulmonar, que afetou significativamente sua capacidade física e memória.

O cardiologista e hemodinamicista do HGG, Robson de Carvalho, que participou das cirurgias ao lado de Solano, enfatizou o esforço do SUS para expandir o acesso à angioplastia pulmonar por balão. Ele salientou a alta mortalidade e a baixa qualidade de vida dos pacientes que necessitam deste tratamento, reforçando o compromisso do HGG e do Hospital das Clínicas em disponibilizar essa opção terapêutica para um número maior de pessoas.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo