AgriculturaAgronegócioAgronegócio em GoiásAgronegócio NotíciasDestaqueEconomiaGoiâniaGoiásGoverno de GoiásImprensaManchetesNotíciasPolítica

Progresso contínuo nas obras do Viaduto Portal da Fé em Trindade vão garantir melhorias na mobilidade da região

As obras em andamento do Viaduto Portal da Fé, situado em Trindade, já completaram 15% do seu total planejado. Nesta fase crucial, o foco está na construção das fundações e na instalação dos pilares principais que suportarão a superestrutura futura, destinada a abrigar elementos como a laje, vigas principais e a via superior. A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) já iniciou a produção dos componentes pré-moldados de concreto, essenciais para formar essa estrutura.

Essencial para a melhoria do tráfego na intersecção das rodovias GO-060 e GO-469, que conectam Goiânia a Trindade e outras cidades do Oeste, como Iporá e Piranhas, o viaduto será uma estrutura de 278 metros, contando com rampas de acesso e uma rotatória abaixo da seção elevada. O orçamento total para esta obra é de aproximadamente R$ 14,4 milhões.

Segundo Isaque Vargas Tinoco, engenheiro e responsável pela fiscalização da obra, o projeto avança em várias frentes para garantir a aderência ao cronograma estabelecido, inclusive durante a temporada de chuvas. Tinoco destaca que a montagem dos pré-moldados da superestrutura e o início da construção das rampas de acesso estão programados para o começo do período de estiagem.

Lucas Vissotto, presidente da Goinfra, ressalta a importância histórica dessa obra para a comunidade de Trindade, uma espera que se estende por mais de três décadas. “Iniciativa do governador Ronaldo Caiado, este projeto visa não só melhorar o fluxo e a segurança para os mais de 47 mil veículos que diariamente transitam por este ponto, mas também substituir os atuais retornos por uma rotatória, facilitando as conversões entre as vias. Esta obra representa um avanço significativo para o desenvolvimento econômico e turístico da região, reconhecida como a Capital da Fé”, conclui Vissotto.

5/5 - (1 vote)

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo